Justiça absolve Roslindo Machado de processo de homicídio culposo

Justiça absolve Roslindo Machado de processo de homicídio culposo Fonte da Foto: arquivo

O secretário de Saúde, Roslindo Wilson Machado, no ano de 2017 sofreu processo criminal, denunciado pelo Ministério de Público pelo crime de homicídio culposo com agravante, onde na denúncia o Ministério Público apontou que ele teria negligenciado a contratação de cirurgiões, o que, segundo entendimento da Promotoria, teria levado a óbito um paciente internado no Pronto Socorro.

Ocorre que ao tomar posse na função de secretário, em janeiro de 2017 (primeira gestão do atual prefeito reeleito Jô Silvestre) Roslindo assumiu a responsabilidade de recontratar médicos para o Pronto Socorro, pois um mês antes a empresa contratada pela administração anterior não renovou o contrato.

O Ministério Público entendeu que o Secretário de Saúde foi omisso, que deveria ter realizado contratação de emergência e propôs uma ação criminal por homicídio culposo com o agravante de inobservância de regra de profissão ou ofício.

Na defesa, os advogados contratados por Roslindo conseguiram provar que todos os esforços foram empreendidos no sentido de contratar médicos especialistas em cirurgia, sem, no entanto, lograr êxito, negando ter havido negligência. No final, diante dos argumentos, o secretário de Saúde foi absolvido. A defesa foi realizada pelo Criminalista João Adolfo Drummond Freitas, César Augusto Mazzoni Negrão e José Afonso Rocha Junior, todos do escritório Rocha & Negrão Advogados Associados de Avaré/SP.

Veja Também