Presidente da AMVAPA fala sobre a importância da base Regional do SAMU

Presidente da AMVAPA fala sobre a importância da base Regional do SAMU Fonte da Foto: Papo Reto

O presidente da AMVAPA, prefeito de Coronel Macedo, Betinho, que toma conta do Consórcio que administra o caso SAMU, deixou muito claro quando da entrevista ao Sudoeste Paulista, que o serviço móvel do SAMU é de suma importância para a região e não poderia ser encerrado, sendo que a mesma se propôs a assumir direção do SAMU em 100%.

O presidente da AMVAPA deixou muito claro que existem alguns municípios em débito, sendo estes poucos na região. Esclareceu que para qualquer tipo de desligamento como no caso de Avaré as declarações seriam apenas a primeira etapa, não podendo esquecer que a Prefeitura ainda terá que cumprir várias outras etapas que demandam tempo, com decisões em grupo para se desligar do programa do SAMU, argumentou o presidente da AMVAPA.

A saída da cidade de Avaré do sistema de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), como esclareceu o prefeito de Fartura não vai fazer com que o sistema venha a perecer, porque existem três municípios interessados em receber a nova sede do sistema Regional do SAMU.

As declarações do prefeito e do secretário de saúde de Avaré sobre o SAMU, apenas serviram para fazer um levante desnecessário, visto o que foi apurado com exclusividade pelo Sudoeste Paulista, quando se soube que as verbas destinadas ao SAMU sob a responsabilidade da Prefeitura de Avaré, foram interrompidas, devido a verificação de diversas irregularidades cometidas por Avaré conforme portaria do Governo Federal.  Essa foi outra razão que levou o prefeito de Fartura, Luciano Filé a ter um comportamento diferenciado e disse para o prefeito e o Secretário da saúde de Avaré, “Podem inventar, mentir e tirar o corpo fora. Nós trabalhamos com responsabilidade e faremos acontecer”.

Veja Também