Repercute e muito a notícia da Do Vale TV sobre o caso Zandoná e Isabel Cardoso

Repercute e muito a notícia da Do Vale TV sobre o caso Zandoná e Isabel Cardoso Fonte da Foto: Do Vale TV

A imprensa já vinha esperando uma reação política por parte do presidente do Cidadania, Gerson Fiuza Cardoso que somente veio a acontecer agora, através de uma reportagem da Do Vale TV, o que ganhou muita repercussão depois de reproduzida por vários sites e jornais.

Na entrevista exclusiva que Gerson Fiuza Cardoso concedeu à Do Vale TV disse que foi preciso uma intervenção no partido porque as atitudes da presidente anterior, Isabel Cardoso, foram tomadas sem reuniões e sem consulta ao diretório.

De acordo com o presidente do Cidadania, Gerson Fiuza, o Cidadania tem uma linha de compromisso buscando o bem da cidade não se submetendo à busca do poder, motivo pelo qual o partido não se alinha com a atual administração, alertando que o partido, não poderia aceitar esse plano de poder implantado na atual gestão, deixando a população em segunda ou terceira posição, argumentou. Sobre a situação de Isabel Cardoso disse que ela já estaria fora do partido.

Segundo Fiuza, agora, Flávio Zandoná deve seguir o que foi estabelecido antes das eleições, reforçando que foi orientado a seguir o que o diretório definir, sob pena de ser advertido sendo que Gérson Fiúza diz, ainda, que Flávio Zandoná não foi eleito somente com os votos dele, foi com os votos de todos os outros candidatos do partido e que, se não acatar as decisões do partido, seu mandato poderá ser reivindicado, passando para seu suplente direto, no caso o ex-vereador Cabo Sérgio. Tudo isso o presidente do Cidadania deixou registrado na entrevista para a Do Vale TV, o que deverá levar o presidente da Câmara a ter um comportamento esperado pelo partido caso contrário a vida política de Flávio Zandoná deverá estar, em tese, se encerrando o mais breve possível.

Veja Também