Represa atinge menor nível de água nos últimos 21 anos, diz ONS

Represa atinge menor nível de água nos últimos 21 anos, diz ONS Fonte da Foto: G1

De acordo com informações da TVTem, a chuva que atingiu a região nesta semana não foi suficiente para refletir no nível dos reservatórios.

A Represa de Jurumirim, em Avaré atingiu nesta terça-feira (14) 22,75% da capacidade, sendo o nível mais baixo registrado nos últimos 21 anos para o mês de setembro, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A média dos 14 dias de setembro em 2021 está em 23,24% da capacidade da represa. De acordo com o ONS, em setembro de 2000, quando foi registrado o recorde negativo em Jurumirim, o nível médio em relação aos primeiros 15 dias do mês era de 22,8% (veja os dados abaixo).

Nos primeiros dias deste mês, o volume de água da represa diminuiu aproximadamente 0,06% diariamente. Diante do levantamento, o ONS prevê que, até o fim do mês haja queda de 2% do volume atual.

Crise hídrica

Em nota, o ONS informou que o Brasil passa pela pior crise hídrica dos últimos 91 anos. Diante disso, disse que tem trabalhado para garantir energia em todos os operadores do sistema interligado nacional (SIN), composto por hidrelétricas de todo o país.

Um relatório divulgado pelo ONS identificou a necessidade de adoção de medidas para contornar a crise hídrica nas principais bacias hidrográficas e manter o atendimento aos consumidores de energia elétrica, mesmo considerando sensível a situação hídrica que enfrenta.

Usina Hidrelétrica

A Usina Hidrelétrica Jurumirim começou a operar em 1962, perto dos municípios de Piraju e Cerqueira César (SP), para regularização do Rio Paranapanema e abastecimento de energia para a região do médio Paranapanema.

Com potência instalada de 100 megawatts, suficientes para atender mais de 900 mil pessoas, o aproveitamento hidrelétrico possui um reservatório com capacidade para acumular cerca de 7,2 trilhões de litros de água, além de abranger uma área inundada de 449 quilômetros quadrados. A empresa CTG Brasil opera a usina e sua concessão vai até 2029. (Matéria da TVTem)

Veja Também