Trapalhada do PSDB estadual esvazia partido de Avaré

Trapalhada do PSDB estadual esvazia partido de Avaré Fonte da Foto: ilustrativa

Com as mudanças dentro do PSDB, onde tucanos de alta plumagem arrastaram a asa para o lado de Jô Silvestre e viraram uma história que é piada entre os políticos de Avaré, pois em tese foram na conversa do atual prefeito e ficaram de mãos abanando; algumas lideranças importantes, para manterem sua ética, decidiram deixar a legenda por não concordarem com essa tentativa de filiar o filho de Joselyr na legenda.

Esses dois líderes, vereadores Toninho da Lorsa e Marialva Biazon deixaram o ninho e já estão com novos partidos, sendo que o empresário foi para o PRTB, e Marialva se entendeu muito bem com o PSC.

Apesar da ida de Jô Silvestre ao PSDB não ter-se concretizado, o esforço do PSDB estadual nesse sentido desagradou aos membros do diretório local, pois os dois vereadores do partido são oposição à atual administração o que foi ignorado pelos tucanos do diretório de São Paulo que, em tese, faziam assédio ao prefeito de Avaré, causando constrangimento aos vereadores do partido na cidade. Os protagonistas de tudo isso teriam sidos a presidente dos Tucanos em Avaré Cristina Chaddad, Pedro Paulo Botafogo e Marco Vinholi, estes dois último parecia não terem conhecimento do mundo político de Avaré.

No final, o PSDB estadual foi “esnobado” por Jô Silvestre, que negou ida ao ninho tucano e fez juras de amor a Campos Machado, líder do PTB, seu partido atual. O resultado para o PSDB de Avaré foi a perda de dois vereadores bons de voto, mas mesmo assim a legenda de Dória insistiu em mudar seu rumo de vez na direção do grupo do atual prefeito, ou seja, com a saída de seus membros, o PSDB de Avaré não é mais oposição ao prefeito, se tornou uma “legenda-satélite” e embarcou de vez no barco da família Silvestre.

Veja Também