Um desastre chamado “Câmara de Avaré”

Um desastre chamado “Câmara de Avaré” Fonte da Foto: internet

Diante dos últimos acontecimentos protagonizados por Flávio Zandoná, a Câmara de Avaré pode ser comparada, em tese, a um veículo desgovernado em que o motorista não sabe nenhuma regra de trânsito e que, além de inexperiente e sem nenhuma habilidade atrás do volante, ainda recebe maus conselhos sobre a direção a seguir, colocando todos os passageiros em risco.

A situação caótica do Legislativo traz uma conotação muita negativa perante a população, onde a bancada de oposição é sistematicamente cerceada pelo presidente e isso, segundo dito a este jornal, é um desrespeito à ordem regimental, e isso sem dizer ainda que um secretário municipal teve o direito à palavra sem cumprir os protocolos, lembrando que Ronaldo Guardiano não é nem vereador, não possui mandato eletivo para essa atitude, e teve esse benefício somente porque o presidente da Câmara assim o quis.

Veja Também