Vacinação em massa em Botucatu arrecada 45 toneladas de alimentos para doação

Vacinação em massa em Botucatu arrecada 45 toneladas de alimentos para doação Fonte da Foto: Peter Illicieve

A Fiocruz realizou na terça-feira, 06, a primeira entrega de alimentos arrecadados como parte de uma vacinação em massa. A doação é resultado do início da pesquisa de efetividade da vacina Covid-19 Fiocruz/AstraZeneca ocorrida em Botucatu (SP), em 17 de maio, quando mais de 63 mil pessoas foram imunizadas.

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, faz a doação de alimentos à presidente do Educap, Lúcia Cabral (Foto: Peter Ilicciev)

A vacinação em massa na cidade contou com uma campanha de arrecadação de alimentos destinada à Fiocruz, pelo trabalho que a instituição já vem desenvolvendo junto às populações mais vulneráveis na cidade do Rio de Janeiro. Foram encaminhadas à instituição três carretas, com cerca de 15 toneladas de alimentos cada para doação. As primeiras cestas foram recebidas pela organização não-governamental Espaço Democrático de União, Convivência, Aprendizagem e Prevenção (Educap) e vão beneficiar 4,5 mil famílias das favelas do Complexo do Alemão.

“Estamos fazendo a doação de 100 cestas básicas à Educap. É um marco dentro de um projeto de grande mobilização que tem como foco apoiar populações em situação de vulnerabilidade em todo o Brasil. Esta doação se soma a um conjunto de doações que serão feitas a partir da solidariedade dos moradores de Botucatu. Quero agradecer então a toda a cidade e ao prefeito Mário Pardini por esse gesto que vai poder beneficiar tantas famílias”, declarou a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima.

Na ocasião, a presidente do Educap, Lúcia Cabral, agradeceu à Prefeitura de Botucatu pela mobilização para a arrecadação dos alimentos, e à Fiocruz pelo apoio a todas às famílias que estão passando por momentos difíceis e serão beneficiadas com o gesto de solidariedade e segurança alimentar. Com o prolongamento e agravamento da pandemia da Covid-19 houve uma queda nas doações de cestas de alimentos para as famílias residentes em favelas, que convivem com elevada taxa de desemprego conjuntural e redução do trabalho informal, o que leva essas famílias a uma situação emergencial de insegurança alimentar.

O programa da Fiocruz Unidos Contra a Covid-19, responsável pela distribuição das doações, tem como um de seus eixos de ação o apoio comunitário, com especial atenção para segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade social residentes em favelas dos bairros onde a Fiocruz está instalada, como Manguinhos, Maré e Cidade de Deus; familiares de pacientes de unidades e ambulatórios da Fiocruz; e de instituições parceiras atuantes em favelas do Rio de Janeiro. Ao todo serão beneficiadas famílias residentes em cerca de 65 localidades de favelas e periferias na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Pamela Lang (Agência Fiocruz de Notícias).

Veja Também