Vereador de oposição denuncia tentativa de extorsão política

Vereador de oposição denuncia tentativa de extorsão política Fonte da Foto: Divulgação

Está muito claro que existe um trabalho muito intenso por parte do grupo ligado ao prefeito Jô Silvestre, eis que as demonstrações de desespero são grandes, e vão desde o aparelhamento da CPI montada somente com a “tropa de choque” do Executivo até abertura de uma CP contra Marcelo Ortega, mostrando que existe, em tese, um jogo pesado para tentar salvar o filho do Joselyr das investigações sobre o suposto superfaturamento na compra de medicamentos para intubação para o Pronto Socorro.

Mas, ao que tudo indica, o apavoramento deve ter chegado a limites extraordinários, pois o vereador Tenente Carlos Wagner alega ter sido procurado por dois membros ligados ao Executivo que levaram a ele uma espécie de “recado”, com endereço muito certo e que soou de forma muito negativa.

Ele contou que essas duas pessoas disseram que “queriam ajudar” já que havia cerca de 30 dias ele teria se envolvido em uma acidente de carro e que por causa disso poderia ser denunciado na Câmara por quebra de decoro parlamentar, dando a entender que haveria aí uma espécie de “extorsão política”.

O vereador do PSD diz achar estranho que um fato ocorrido há 30 dias volte à baila novamente, sendo que ele está convicto de que esse deverá ser devidamente esclarecido dentro das vias legais, e que é curioso que uma simples ocorrência de trânsito tenha sido usada politicamente contra ele, inclusive com certa divulgação. Essa “chantagem” ocorreu no aspecto de que ele não fosse responsabilizado, e a resposta do vereador foi no sentido de que ele não tinha a nada a temer, e que era para que esse processo fosse “tocado” e que não haveria negociação política, sendo que ele se manteria fiel aos seus compromissos com os eleitores.

Veja Também