Vereador do PSD detona Zandoná na sessão de segunda

Vereador do PSD detona Zandoná na sessão de segunda Fonte da Foto: arquivo pessoal

O vereador e tenente policial da reserva, Carlos Wagner, fez duras e ácidas críticas contra o presidente da Câmara de Vereadores, Flávio Zandoná. O presidente sequer se defendeu ao ouvir cabisbaixo as palavras do vereador. O que deixa claro que o vereador, em tese, não errou em nenhuma palavra dita naquela segunda-feira, envolvendo o nome do presidente Flávio Zandoná. O vereador fez um desenho muito bem apurado do comportamento do presidente, narrando com exatidão todos os pontos que os internautas já conheciam, sendo Carlos Wagner ovacionado pelos internautas nas redes sociais.

Carlos Wagner lembrou que Zandoná era oposição ferrenha ao prefeito Jô Silvestre e que passou a apoiá-lo após uma negociata que envolveu troca de secretarias. “Você está sendo usado por pessoas aqui nessa Câmara e foi vítima de uma manobra política para impedir que os vereadores da oposição fizessem parte da mesa diretora da Câmara em troca de duas secretarias”, desabafou.

Ao se referir ao advogado da Câmara e cunhado do prefeito, Frederico Poles da Cunha, Carlos Wagner disse que a Câmara não era lugar para ele. Descontente com as atitudes de Zandoná na condução da Câmara, Carlos Wagner disse que o prefeito não é amigo do presidente que, segundo as palavras do vereador, “está nas mãos de pessoas que estão te usando”.  O curioso é que nas palavras ácidas faladas pelo tenente Carlos Wagner, ninguém da base do prefeito ousou encarar as verdades do vereador, nem mesmo o presidente que continuou com a cabeça baixa.

Falando com muita ênfase, Carlos Wagner disse que o presidente não confia no departamento da Câmara e que estaria consultando outros advogados para tomada de decisões. O discurso do vereador Carlos Wagner foi um dos mais contundentes da atual legislatura e expôs as fragilidades e contradições de um presidente que era enfático quando era oposição e se rendeu ao canto da sereia do poder.

Veja Também