Vigilância Sanitária faz vistoria na Unimed

Vigilância Sanitária faz vistoria na Unimed Fonte da Foto: Divulgação

Uma situação que carece de maiores esclarecimentos mas que chegou até o Jornal do Ogunhê por meio de uma fonte é a vistoria que a Vigilância Sanitária fez nesta semana na Unimed de Avaré, onde dezenas de pacientes da rede particular têm sido atendidos.

Não há muitos detalhes, mas sabe-se que houve rigor na fiscalização. A fonte criticou a ação, e disse que pareceu ser algo supostamente engendrado pela Secretaria da Saúde no sentido de fazer uma “queda de braço” com o Plano de Saúde já que, segundo também essa fonte, o secretário Roslindo Machado teria protocolado ofícios informando não poder fornecer determinados medicamentos a pacientes que a Unimed encaminhasse à rede pública em virtude de suspeita ou para tratamento de Covid-19.

Ainda segundo essa fonte, se a Vigilância fiscalizasse, por exemplo, o Pronto Socorro, na ala em que os pacientes ficam aguardando vaga para a UTI da Santa Casa, certamente fecharia na hora em virtude da precariedade das instalações.

Há outras restrições impostas pelo secretário ao Plano de Saúde estabelecidas por esses ofícios, mas ainda não há detalhes específicos. Espera-se que esses fatos sejam esclarecidos, já que em plena pandemia, com falta de leitos, casos de Covid em alta, uma CPI em curso e o Pronto Socorro em meio a uma grave crise, a última coisa que o secretário Roslindo Machado (e o povo de Avaré) precisa é entrar em rota de colisão com a Unimed local.

 

Veja Também